O PROGRAMA AUDIOVISUAL DO URUGUAI É APRESENTADO COM O OBJETIVO DE DUPLICAR AS EXPORTAçõES DO SETOR EM UM ANO

Fecha de publicación: 27/11/2020

Em 25 de novembro, o governo nacional apresentou o Programa Audiovisual do Uruguai (PUA), um instrumento para estimular produções internacionais, co-produção de produções nacionais com investidores estrangeiros e produção de comerciais no Uruguai.

O lançamento contou com a presença do Ministro da Indústria, Energia e Minas (MIEM), Omar Paganini, da Diretora Nacional de Cultura, Mariana Wainstein, e da Presidente da Agência Nacional de Desenvolvimento (ANDE), Carmen Sánchez, juntamente com o Diretor do Uruguai XXI, Jaime Miller, o chefe da Diretoria Nacional de Serviços de Telecomunicações e Comunicação Audiovisual (Dinatel), Guzmán Acosta e Lara, e o diretor do Instituto Nacional de Cinema e Audiovisual (ICAU) Roberto Blatt, todos eles envolvidos na implementação da nova ferramenta.

Como parte de uma série de ações destinadas a consolidar, promover e fortalecer a indústria audiovisual, o PUA prevê o retorno às produtoras de uma porcentagem dos gastos realizados no país, que varia de acordo com o tamanho da produção, até um máximo de US$ 1 milhão.

"O objetivo é transformar o Uruguai em um pólo regional de produção audiovisual", disse o Ministro da Indústria, Omar Paganini, durante sua apresentação.

Por sua vez, Carmen Sanchez, chefe da ANDE, disse que "este programa incentiva uma indústria que impacta rapidamente no aumento da atividade audiovisual, nas exportações e nas oportunidades de investimento, o que gera mais empregos". Ao lançar este novo apelo, estamos apostando no setor audiovisual como uma força motriz para a economia".

"Nosso cinema atingiu a maturidade criativa e o Uruguai está agora posicionado como um país inovador e ousado em termos de cultura" disse Mariana Wainsten, responsável pelo departamento de cultura do Ministério da Educação e Cultura.

Várias empresas internacionais - Amazon, Netflix, HBO e Sony, entre outras - confirmaram a filmagem no Uruguai, que já está em produção e continuará em 2021, dentro da estrutura deste instrumento, conhecido no setor como "Cash Rebate".

Nas palavras do diretor executivo do Uruguai XXI, uma organização cuja missão é promover as exportações e os investimentos, "Com o PUA, o Uruguai está consolidando um sistema de incentivos que complementa as vantagens competitivas históricas do Uruguai e alimenta a expectativa de que a indústria audiovisual atinja 50 milhões de exportações até 2021.

O programa será administrado pela ANDE, com apoio da agência de promoção de exportação e investimentos, Uruguai XXI, Dinatel do MIEM e ICAU.

Segundo o Uruguai XXI, a indústria audiovisual uruguaia exporta anualmente uma média de US$ 20 milhões, incluindo serviços de produção para comerciais e conteúdo de ficção. Esta atividade também emprega 1.500 pessoas em atividades de produção, pós-produção e projeção cinematográfica. Outros 1.500 trabalhadores são acrescentados em suas cadeias nas atividades de tiroteio: transporte, aluguel de equipamentos, catering, hospedagem.

No Uruguai, existem 460 empresas ligadas à produção de conteúdo audiovisual, em sua maioria micro e pequenas. Os orçamentos audiovisuais alocam uma média de 55% aos salários e cerca de 30% corresponde a serviços em outros setores: hotéis, catering, transporte e consultores. O salário médio dos trabalhadores deste setor é de $53.000.

As bases para a apresentação do Programa Audiovisual Uruguai podem ser consultadas aqui.


Mais informações sobre o setor:
uruguayaudiovisual.com

Palabras clave:

  • partilhar