ENQUETE A MIPYMES EXPORTADORAS DE BENS E SERVIçOS NO URUGUAI

Fecha de publicación: 04/10/2017

Está disponível a enquete realizada por Uruguay XXI às micro, pequenas e médias empresas (mipymes) exportadoras de bens e serviços no Uruguai com a finalidade de gerar insumos sobre as necessidades e os desafios na hora de exportar. Os resultados desse relevamento foram apresentados no quadro do lançamento do programa Proexport+ de desenvolvimento exportador.

Dentro das empresas que responderam ao relevamento, realizado em 2016, 80% delas disseram ter exportado pelo menos uma vez nos últimos anos. As empresas exportadoras de bens são as que exportaram mais: 86% do total frente a 75% do total do setor serviços. Entre os principais destinos de exportação se destacam os Estados Unidos e os países da região.

De acordo com a percepção das empresas sobre os serviços que oferece Uruguay XXI se destaca um elevado nível de satisfação global (75%). Ao analisar as ferramentas prestadas pelo instituto, o programa Proexport foi aquele que contou com os níveis de satisfação mais elevados (87%), seguido pelas feiras internacionais, o programa FODIME e as visitas comerciais (66% e 68% respectivamente). Da consulta também é possível observar que perto da metade das empresas usou algum dos incentivos gerais à exportação, a Devolução de Tributos foi o mais usado (35%).

Os resultados da enquete revelam que as principais barreiras que têm as mipymes para exportar são a falta de informações sobre os mercados de destino, bem como as licenças e trâmites na hora de vender seus produtos no exterior. Enquanto para as exportadoras de bens se identificam como obstáculos os trâmites e licenças, as barreiras tarifárias e não tarifárias, as exportadoras de serviços destacam a falta de informações, a necessidade de formação adicional dos recursos humanos, a necessidade de financiamento e as dificuldades de gestão comercial.

A enquete foi realizada aos efeitos de obter mais informações sobre o comportamento das mipymes exportadoras de bens e serviços do Uruguai, conhecer suas necessidades de apoio e gerar insumos para desenhar programas de apoio. O trabalho de campo e o processamento de dados foi realizado por Equipos Consultores.  De uma amostra de 1.600 mipymes (1000 de serviços e 600 de bens), obtiveram-se respostas de 396 que responderam sobre as principais características das empresas e sua atividade exportadora, barreiras que percebem à exportação, uso de programas de apoio existentes e necessidades de apoio adicional.

O resultado da enquete foi apresentado o dia primeiro de setembro no lançamento do programa Proexport+, que é uma ferramente especificamente desenhada para o desenvolvimento de mipymes exportadoras ou com potencial exportador.

Para acessar à apresentação da enquete clique Aqui.
Para ler o estudo completo clique Aqui.

  • partilhar