MAIS DE 30 PROFISSIONAIS REPRESENTARãO O URUGUAI NA FEIRA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTO-JUVENIL DE BOLONHA

Fecha de publicación: 08/03/2019

Quatro editoras, Banda Oriental, Fin de Siglo, Criatura e Más Pimienta, estarão presentes no estande do Uruguai junto com nove ilustradores, enquanto o resto fará parte de um catálogo e uma amostra de obras inéditas que serão expostas durante a feira.

As editoras uruguaias Silvia Soler da Banda Oriental, Estefanía Canalda da Fin de Siglo e Julia Ortiz da Criatura foram selecionadas pela agência de investimentos, exportação e promoção de imagem do país, Uruguay XXI e pela Direção Nacional de Cultura do Uruguai, para participar da Feira Internacional do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha, que acontecerá de segunda-feira, 1 a quinta-feira, 4 de abril, em Bolonha, Itália.

Ambas as instituições também apoiam a participação das ilustradoras Cecilia Rodriguez Oddone e Sabrina Pérez e do ilustrador Alfredo Soderguit que fazem parte da prestigiosa exposição de ilustradores que realiza a feira desde 1976. Lá, 70 ilustradores serão escolhidos entre mais de 3.000 que se candidatam a cada ano.

A delegação completa-se com a presença do ilustrador Jorge Mato (Ca- teter), vencedor do prémio de ilustração atribuído pelo Instituto de Artes Visuais, Laura Carrasco, Juan Manuel Díaz, Natalia Cardozo, Sebastián Santana e María Concepción Algorta (Maco).

Este é um dos eventos mais relevantes para editores, autores, ilustradores, agentes literários, distribuidores, tradutores e outros profissionais do mundo da edição e publicação de histórias dirigidas a crianças e adolescentes.

Nesta edição, o Uruguai terá pela primeira vez um stand nacional de 16 metros quadrados que mostrará uma diversidade de propostas de ilustradores e editores. Além das quatro editoras que participarão pessoalmente, outros 20 projetos farão parte de um catálogo de literatura infanto-juvenil uruguaia e 15 modelos de livros infantis feitos por ilustradores uruguaios serão exibidos no estande.

As empresas Aguaclara, Alter Ediciones, Basilisa, Amanuense, Cooparte, Carajito, Cacciatore, Ediciones Hamster, Carolina Curbelo, Nino Fernández, Alejandra Fort, Gráfica Trocadero, La Tapera Estudio, Mas Pimienta, Palermo Estudio, Penguin Random House, Genoveva Pérez Volpe, Sebastián Santana, Topito Ediciones e Zona Editorial farão parte do stand.

A indústria editorial uruguaia tem uma longa tradição tanto na literatura como na imprensa escrita. A maturidade do setor se reflete na experiência e no comprometimento de seus recursos humanos, bem como na qualidade de suas publicações e nos baixos índices de pirataria registrados no país. Por outro lado, o Uruguai tem o maior hábito de leitura da região e é o país com o maior número de livrarias por habitante da América Latina.

No campo literário, a indústria alcançou o reconhecimento de autores na cena regional e internacional, que se distinguem pela sua qualidade literária, originalidade e singularidade das suas produções. Editores e distribuidores independentes no Uruguai marcam a marca na publicação e distribuição de novas gerações de escritores. Também estão presentes no país os principais grupos da indústria editorial internacional que, além de comercializar seus títulos internacionais, publicam autores uruguaios.

Nos últimos anos, o mercado tem registrado um notável dinamismo no segmento de literatura infantil e juvenil, representando 15% das vendas de livros uruguaios e sendo considerado o novo boom da literatura nacional.

O desenvolvimento da indústria no Uruguai é vigoroso em comparação com o resto da América Latina, e coloca o país em primeiro lugar na publicação de títulos por habitante.

Saiba mais sobre a indústria editorial do Uruguai aqui.

Palabras clave:

  • partilhar