URUGUAI DIZ QUE ESTARÁ PRESENTE NA EDIçãO VIRTUAL DA FEIRA DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL DE BOLONHA

Fecha de publicación: 05/05/2020

Com o apoio do Uruguai XXI e do MEC, as editoras Amanuense e Basilisa participam junto com Jorge Varela, que representa mais de 20 ilustradores.

A maior vitrine de literatura infantil e juvenil do mundo, a Feira do Livro Infantil de Bolonha (BCBF) oferece mais uma vez uma série de obras uruguaias que aspiram a obter interesse para sua publicação internacional. Devido à emergência sanitária causada pela COVID-19, este ano o evento está sendo realizado virtualmente.

De segunda-feira 4 a quinta-feira 7 de maio, representantes das editoras Amanuense e Basilisa e do agente de direitos Jorge Varela, eleitos por unanimidade por um tribunal composto por representantes da agência de promoção de investimentos, exportação e imagem do país, Uruguai XXI, do Ministério da Educação e Cultura (MEC) e da Câmara Uruguaia do Livro (CUL), participarão do evento através de uma plataforma virtual. Além disso, 14 autores exibem seus trabalhos através de um catálogo de literatura infantil e juvenil e do catálogo de ilustrações do MEC.

Outro destaque para o país nesta edição da feira é a seleção do ilustrador uruguaio Eduardo Sganga, que faz parte da exposição oficial de ilustradores em Bolonha. Ano após ano, 75 ilustradores são selecionados entre os 3.000 que participam do concurso anual.

Com o objetivo principal de promover o negócio editorial nacional de literatura infantil e juvenil e mostrar o talento dos artistas nacionais no mundo, o Uruguai XXI criou um catálogo de ofertas exportáveis que contém obras da literatura infantil e juvenil uruguaia de autores selecionados. Os beneficiários deste apoio são: Amanuense, Natalia Cardozo, Matías Castro, Criatura Editora, Editorial Basilisa, Valentina Echeverría, Nino Fernández, Jorge Matos, María José Pita, Claudia Prezioso, Sebastián Santana, Dani Scharf, Alfredo Soderguit e Eduardo Sganga, vencedor do prêmio de ilustração de 2019-2020.

A necessidade de isolamento para evitar a propagação da COVID-19 e o fechamento de fronteiras obrigou a pensar em novas formas de reduzir distâncias e se conectar para fazer negócios. Webinars, masterclasses, revisões de portfólio, exposições, premiações, trailers de livros, vídeos e encontros virtuais de negócios são algumas das iniciativas que a Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha (BCBF) oferece a autores e ilustradores em sua edição 2020.

Durante quatro dias, mais de 2.500 participantes de 80 países terão a oportunidade de criar novos laços dentro da comunidade internacional e expandir seus horizontes na versão online do evento.

A BCBF dará acesso ao Mural Virtual dos Ilustradores, que será coberto com cartazes, desenhos, fotos, imagens e dados de contato dos autores. Os espectadores poderão navegar pelos diferentes trabalhos, selecionar o país de origem dos autores, obter seus dados de contato e observar cada trabalho em detalhes.

Além disso, a BCBF criou um novo formato para seu renomado "Canto da Sobrevivência" dos Ilustradores. Desta vez, será realizada uma maratona de 24 horas para conectar a comunidade de ilustradores do mundo todo. Vinte e quatro revisores, ilustradores, diretores de arte e agentes internacionais estarão online por videoconferência da Nova Zelândia, México, Itália, China, França e Coréia e avaliarão um total de 240 portfólios de ilustradores previamente registrados.

Como parte deste programa especial online para o ano 2020, uma edição única da aula magistral "Poeira ou Magia" também será oferecida para aqueles que fazem mídia digital para as crianças de hoje. A masterclass terá como foco o relatório do Prêmio Bologna Ragazzi Digital, no qual o júri analisa as transformações no mercado de conteúdo como resultado do impacto do COVID-19 e reflete sobre o papel das telas neste momento. O evento acontecerá na quarta-feira, 6 de maio, às 21h30 no Uruguai. Para participar, é necessário fazer a inscrição prévia através deste link.

A Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha (BCBF) é um ponto de encontro imperdível para editoras, escritores, ilustradores, tradutores, agentes literários, distribuidores e gráficas, e um fórum ideal para promover o negócio editorial e a compra e venda de direitos autorais.

Você pode ver a presença do Uruguai na feira através deste link e também acessar o catálogo criado especialmente para a ocasião aqui.

Palabras clave:

  • partilhar