URUGUAY XXI ACOMPANHOU MISSãO OFICIAL à CHINA

Fecha de publicación: 28/02/2018

A missão oficial, liderada pela ministra de Indústria, Energia e Mineração, Carolina Cosse, teve como objetivo promover o comércio entre ambos países e atrair investimentos no setor TIC.

O diretor executivo de Uruguay XXI, Antonio Carámbula, junto com a equipe de Uruguay Smart Services, fez parte da delegação liderada pela ministra de Indústria, Energia e Mineração, a Engenheira Carolina Cosse. A missão contou com uma rica agenda de atividades entre 31 de janeiro e 6 de fevereiro de 2018.

Essa é a primeira missão oficial realizada à China este ano, no quadro da agenda dos 30 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre ambos os países, após a recente visita do chanceler chinês, Wang Yi e posterior ao encontro China-CELAC, realizado semanas atrás em Santiago do Chile.

Em declarações realizadas à Secretaria de Comunicação de Presidência, o diretor executivo de Uruguay XXI, Antonio Carámbula, remarcou a importância dessa primeira missão ao país asiático, no quadro do vigente acordo de associação estratégica subscrito em 2016 pelos mandatários Tabaré Vázquez e Xi Jinping, que aponta à cooperação e ao comércio bilateral.

Além do diretor, Antonio Carámbula, participaram da missão a gerência e executivos do Programa de Serviços Globais de Uruguay XXI e representantes do Ministério de Indústria, Energia e Mineração. A missão contou com a participação do presidente da Câmara Uruguaia de Tecnologias da Informação (CUTI), Leonardo Loureiro, representantes de 25 empresas do setor e o titular da Câmara de Comércio Uruguai-China, Gabriel Rozman.

O principal objetivo da viagem, realizada em estreita colaboração com a embaixada do Uruguai na China, é a promoção do comércio entre esse país e o Uruguai, a atração de investimentos no setor de tecnologias da informação e a comunicação, bem como o intercâmbio com algumas das empresas tecnológicas mais importantes do país, tanto na cidade de Shenzhen (província de Cantão), quanto na capital, Pequim. Também foram realizados encontros com a Agência de Promoção de Comércio Internacional da China (CCPIT), organismo junto ao qual Uruguay XXI organizou a 11° Cúpula China-LAC.

Durante a gira, foram celebrados dois seminários empresariais oferecidos pela ministra Cosse em relação às oportunidades comerciais e de investimento em tecnologias da informação e a comunicação no Uruguai.  Essas instâncias contemplaram espaços de intercâmbio de negócios "B2B" entre os participantes chineses e a delegação empresarial do nosso país.

 

 

Sobre o nosso sócio comercial

A China é o principal sócio comercial do Uruguai em matéria de bens. Em 2017, 28% do total de bens exportados tiveram como destino à República Popular da China e o nosso país é um dos mais importantes exportadores de carne a esse país.

No entanto, o Uruguai possui um amplo potencial de intercâmbio com a China, seja na promoção de oportunidades de investimento em infraestrutura e tecnologias, quanto no impulso dos serviços tradicionais, o turismo e a logística.

A expansão dos serviços globais, destacando o papel dos centros corporativos regionais, é outro dos atrativos de negócios do Uruguai. Hoje o nosso país se posiciona em nível mundial como hub - centro ou rede de operações - orientado a serviços corporativos de alta qualidade. Sua localização estratégica e acesso a um mercado ampliado, a confiança institucional e a solidez macroeconômica, a legislação favorável à instalação de investimentos produtivos, bem como a liderança do Uruguai em comunicação, energias limpas, fibra ótica, penetração da internet e disponibilidade de talento humano, são alguns dos fatores que fazem do Uruguai altamente competitivo nesse aspecto.

   

Palabras clave:

  • partilhar