A INDÚSTRIA FARMACêUTICA DESTACA O URUGUAI COMO UM CENTRO

Fecha de publicación: 17/12/2021

No ano passado, o Uruguai XXI realizou uma nova edição do evento Uruguay Best Practices in Pharma Supply Chain, que reúne líderes industriais de todo o mundo.

Sob o título "Porquê um HUB no Uruguai? Vantagens e desafios", foi realizado o sexto e último webinar da edição de 2021 do evento "Melhores Práticas na Cadeia de Abastecimento Farmacêutico do Uruguai". A actividade é organizada pelo grupo Uruguay Pharma Hub, composto pelas principais empresas internacionais da indústria farmacêutica com operações de logística e cadeia de abastecimento no Uruguai, juntamente com o sector público representado pela agência de investimento, exportação e promoção da imagem do país, Uruguai XXI, e o Instituto Nacional de Logística.

Durante seis reuniões virtuais, participaram oradores das principais empresas farmacêuticas internacionais e dos seus fornecedores, bem como os principais gestores de logística portuária e empresas de distribuição local e regional. O modo remoto permitiu aumentar a participação de representantes da Argentina, Brasil, Chile, Equador, Venezuela, Colômbia, Guatemala e México, mas também de fora da região, como o Reino Unido, Áustria, Alemanha, Estados Unidos, Espanha e Canadá, entre outros.

Nesta ocasião, Mariela Pérez Becerra, Chefe de Serviços ao Cliente e Logística da GSK, Ana Carina Delgado, Directora da Cadeia de Fornecimento da Megalabs, e Gabriela Brancato, Directora-Geral da Merck, partilharam as histórias de sucesso das empresas que representam no Uruguai e a razão pela qual escolheram o país como centro das suas operações na região.

Durante o intercâmbio, foi salientado que para as operações do sector Farmacêutico, o Uruguai oferece boa regulamentação fiscal, ampla mobilidade fundiária e acesso benéfico de hidro-maritime aos seus principais mercados, como a Argentina e o Brasil. Os oradores concordaram que o país tem uma infra-estrutura bem desenvolvida que é altamente competitiva com os seus pares. Destacaram a estabilidade financeira e social, o bom ambiente empresarial e os excelentes aspectos regulamentares.

"A disponibilidade de recursos humanos qualificados e competitivos foi o que fez a diferença quando escolhemos estabelecer-nos no Uruguai", disse Ana Carina Delgado, Directora da Supply Chain da Megalabs, uma empresa internacional presente no país desde 2007.

Acrescentou que o Uruguai tem acesso multimodal e é a porta de entrada para a região a partir da Europa, bem como um dos principais mercados da América do Sul. Salientou também que as empresas que escolhem o país beneficiam do seu regime de zona franca, porto franco e aeroporto.

Gabriela Brancato, CEO da Merck, disse que, com o apoio do Uruguai XXI, a Merck contactou empresas internacionais já estabelecidas no país que reafirmaram as vantagens de operar do Uruguai para o mundo. "Hoje, a empresa gere 40% das suas vendas na América Latina a partir do seu centro de distribuição uruguaio", disse ela.

Os expositores também destacaram outros benefícios de operar no Uruguai, tais como os extensos benefícios de estar localizado numa das zonas de comércio livre, a boa localização geográfica do país que permite um acesso fácil a toda a América Latina e ao resto do mundo. Também salientaram o capital humano qualificado e o constante crescimento e incorporação de colaboradores.

Centenas de participantes, incluindo gestores da cadeia de abastecimento das principais empresas farmacêuticas internacionais e locais, fornecedores e outros intervenientes da indústria, reuniram-se durante o ano nos vários eventos oferecidos pelas Melhores Práticas na Cadeia de Abastecimento Farmacêutico do Uruguai. Este exemplo, que surge como uma iniciativa conjunta entre os sectores privado e público, serve para continuar a promover um espaço de intercâmbio, partilhando tendências internacionais, experiências e melhores práticas no sector a nível global e regional.

Uruguai XXI trabalha para promover a internacionalização do sector das Ciências da Vida como área prioritária, desenvolvendo estratégias centradas na atracção de investimento, promoção das exportações e políticas inovadoras de assistência pós-vida.

Palabras clave:

  • partilhar