COMPRADORES INTERNACIONAIS DO SETOR AGROINDUSTRIAL VISITARãO O URUGUAI

Fecha de publicación: 25/02/2019

Uma missão inversa organizada pelo Uruguay XXI reunirá empresários regionais com produtores uruguaios

A terceira rodada de negócios internacionais do setor agroindustrial organizada pela agência para a promoção de investimentos, exportações e imagem do país, Uruguai XXI terá lugar na quinta-feira, 4 de abril e sexta-feira, 5 de abril.

O evento, que acontece como parte da 8ª edição da Expo Melilla - a exposição internacional de demonstração ao vivo de alimentação animal baseada em novas tecnologias - reunirá em rodadas de negócios produtores uruguaios de máquinas agrícolas para os setores florestal, leiteiro, pecuário e hortícola, bem como produtores de insumos agro-veterinários, sementes forrageiras e área florestal com compradores da Argentina, Chile e Paraguai.

Após as rodadas de negócios, os participantes internacionais farão uma visita técnica ao INIA La Estanzuela, a estação experimental que integra um dos cinco centros regionais do Instituto Nacional de Pesquisa Agropecuária e à produtora de máquinas agrícolas Mary, dupla vencedora da trigésima terceira edição dos prêmios Gerdau.

A atividade é co-organizada pela Associação Rural do Uruguai, o Instituto Nacional de Pesquisa Agropecuária (INIA), a Unidade Metropolitana Agroalimentar (UAM), o Ministério da Pecuária, Agricultura e Pesca, o Instituto Nacional de Sementes (INASE), a Expo Melilla e a Câmara Uruguaia de Fabricantes de Máquinas Agrícolas (CUFMA).

Uma indústria que floresce

Nos últimos anos, o volume da produção agrícola no Uruguai cresceu consideravelmente, alcançando importantes níveis de sofisticação e diversificação, com rendimentos que melhoraram substancialmente graças ao uso intensivo de máquinas agrícolas.

O Uruguai tem um investimento tecnológico historicamente alto em agroindústrias que dinamiza e promove o desenvolvimento contínuo do setor. Nesta linha, a fabricação de máquinas e equipamentos agrícolas no país tem uma isenção de 50% do IRAE até 2022, o que resultou em um aumento no número de empresas que fabricam máquinas agrícolas, atingindo atualmente 20 fabricantes.

Em termos de insumos veterinários, o Uruguai se caracteriza por oferecer segurança e confiança. O país aplica um sistema de rastreabilidade nos bovinos que fornece dados sobre a vida de cada animal, desde o nascimento até o abate. Este factor tem um impacto significativo na competitividade do país, principalmente devido à confiança que dá aos compradores.

As exportações deste setor somaram em média US$ 47 milhões nos últimos cinco anos, e em 2018 totalizaram US$ 51 milhões, atingindo 53 destinos. O Brasil foi o maior com 30% das vendas, seguido pela África do Sul (13%) e França (12%).

Com um alto nível de qualidade e tecnologia em seus processos, cerca de 25 empresas participam destas vendas, tanto do território nacional como das zonas francas.

Palabras clave:

  • partilhar