PROEXPORT+ 2019 APOIOU 154 EMPRESAS URUGUAIAS A ALCANçAR MERCADOS INTERNACIONAIS

Fecha de publicación: 17/12/2019

A fim de dar continuidade ao apoio às micro, pequenas e médias empresas no seu processo de internacionalização, desde Novembro de 2018 o programa concedeu apoio num total de USD 1.948.422.

A edição de 2019 do Proexport+, o programa que acompanha as empresas em seu processo de internacionalização, encerrou sua chamada em dezembro de 2019 com apoio a 154 Mipymes por um valor total concedido de USD 1.948.422. De acordo com os dados fornecidos pelas empresas apoiadas, as exportações atingiram até ao momento 1.320.398 USD.

O programa é administrado pela agência de promoção de investimentos, exportação e imagem do país, Uruguai XXI, no marco do Transforma Uruguay - Sistema Nacional de Transformação Produtiva e Competitividade, financiado pela Agência Nacional de Desenvolvimento (ANDE), o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) e o Ministério da Indústria, Energia e Minas (MIEM), com o apoio da Agência Nacional de Pesquisa e Inovação (ANII).

Das 246 empresas que se candidataram, 154 foram selecionadas para receber os benefícios do programa. Durante a avaliação, foram considerados aspectos como potencial de exportação, histórico de negócios, probabilidade de sucesso em projetos, geração de externalidades, escalabilidade e valor diferencial das empresas.

Dos beneficiários, 75% são prestadores de serviços e 25% são fornecedores de bens. Do número total de beneficiários, 45% são microempresas, 32% são pequenas empresas e 22% são médias empresas.

O programa oferece apoio através de um co-financiamento flexível adaptado às exigências de cada projeto, com o objetivo de proporcionar às empresas novas competências e promover ações nos mercados estrangeiros, a fim de aumentar sua competitividade e facilitar sua inserção internacional.

As empresas puderam ter acesso a três tipos de apoio. O primeiro consistiu no co-financiamento de um máximo de USD 10.000 para a elaboração de um plano de internacionalização de até 24 meses, o segundo numa contribuição não reembolsável de USD 30.000 para a execução do plano e o terceiro na concessão de até USD 3.000 por ano para a participação de actividades de promoção comercial no estrangeiro.

Para a primeira modalidade de apoio, foram atribuídos e distribuídos USD 298.601 entre 44 empresas seleccionadas de um total de 61 candidatos. Destes, 59% são prestadores de serviços e 36% são fornecedores de bens. Sectores como o design (23%), TIC (20%), alimentação (16%) e audiovisual (14%) predominaram. As microempresas foram as mais representadas (52%), seguidas pelas pequenas (32%) e médias (16%).

Para a implementação de projectos de internacionalização, o Proexport+ prestou apoio no valor de USD 1.470.409 a 57 empresas, das quais 21 já realizaram exportações no valor total de USD 748.248, de acordo com os relatórios de actividade apresentados.

Neste caso, o sector dos serviços (61%) também foi predominante em relação ao sector dos bens (37%). Em termos de caracterização dos setores, os dedicados às TIC tiveram uma presença destacada, já que representaram 33%, seguidos pelos setores de alimentos e bebidas e arquitetura e engenharia, cada um com 14%, depois o setor de design com 12% e as indústrias criativas com 9%.

Ao contrário da primeira, nesta modalidade de apoio, os beneficiários foram, na sua maioria, as maiores empresas. As médias empresas responderam por 37%, as pequenas empresas por 42% e as microempresas por 21%.

Os maiores mercados-alvo indicados pelas empresas foram os Estados Unidos (39%), seguido pelo Paraguai (33%), Brasil (32%), México (32%) e Argentina (26%).

Além disso, foi prestado aconselhamento jurídico para o acesso a concursos no estrangeiro ou para o registo de marcas, preparação de protótipos e amostras a serem enviadas a potenciais clientes.

Proexport+ também apoiou 76 empresas num total de USD 179.412 para participar em diversas actividades no estrangeiro, tais como feiras, eventos, missões comerciais e missões tecnológicas. Os destinos preferidos para estas actividades foram os Estados Unidos (28%) e a Espanha (13%).

De acordo com os dados fornecidos pelas empresas apoiadas nesta modalidade, as exportações atingiram até agora USD 632.150, o que significa que por cada dólar investido durante o programa, houve um retorno de USD 3,5.

Para saber mais sobre o programa, as partes interessadas podem acessar www.uruguayxxi.gub.uy/proexport.

Palabras clave:

  • partilhar