CHEGOU O PRIMEIRO MERCADO LATINO-AMERICANO DE EARTH MUSIC

Fecha de publicación: 19/02/2020

Mais de uma dúzia de programadores de festivais internacionais estão chegando ao Uruguai.

Desde 2018, e com o objetivo de fortalecer o processo de internacionalização das indústrias culturais, o Uruguai XXI está realizando um plano para promover as Indústrias Criativas como um setor prioritário dentro de seu trabalho de promoção internacional. Seguindo a linha curatorial do Festival Música de la Tierra, Uruguai XXI une-se à realização do Primeiro Mercado Latino-americano de Earth Music.

A atividade, organizada conjuntamente com a Cooparte e o Festival Música de la Tierra, é um espaço profissional dedicado ao encontro da música do Uruguai e da América Latina com o mundo. Esta primeira edição acontecerá no sábado 21 e domingo 22 de março de 2020 no Parque Jacksonville e reunirá importantes programadores e artistas internacionais e nacionais de música do Uruguai e da região.

Esta é uma excelente oportunidade para os músicos que estarão presentes no Mercado para mostrar os destaques de seus repertórios com o objetivo de alcançar novas oportunidades.

O objetivo da atividade, dirigida a músicos, produtores, programadores de locais, festivais e ciclos, técnicos, gravadoras, editoras, imprensa especializada, empreendedores digitais, instituições especializadas e instituições governamentais, é instalar um mercado profissional dedicado à difusão da música popular e dos gêneros latino-americanos. A ideia é abrir oportunidades além fronteiras para músicos emergentes, contribuindo para o seu desenvolvimento e fortalecimento futuro.

O mercado incluirá rodadas e encontros comerciais, palestras e workshops para fortalecer as redes que promovem a circulação dos criadores, assim como concertos e espaços para encontros informais entre gestores, artistas e profissionais de diferentes áreas da música.

Saiba mais sobre as actividades do Mercado

Rodadas de negócios

Espaços de encontro individuais entre compradores e fornecedores de música, que constituem uma oportunidade única de identificar parceiros estratégicos para a circulação de projectos artísticos no estrangeiro. Aqueles que são credenciados poderão agendar reuniões individuais, compartilhando uma reunião com programadores internacionais. Cooparte e Uruguai XXI proporcionarão dois dias de treinamento antes do evento.

Concertos de músicos uruguaios

Os programadores internacionais assistirão a 10 concertos de músicos uruguaios programados nos três palcos do 10º Festival Música de la Tierra.

Rondas artísticas 

Programadores convidados irão participar. Para este exemplo, 10 propostas artísticas serão selecionadas para integrar as rodas e as bandas programadas pelo Festival também estarão presentes.

Durante o Mercado, haverá também workshops, mesas redondas e palestras com o objetivo de gerar intercâmbios enriquecedores que favoreçam a circulação da música latino-americana dentro e fora do continente.

Os interessados em inscrever-se podem saber mais e inscrever-se aqui.

Conheça os programadores que vão participar

Com o apoio do Uruguai XXI virá a produtora artística da Usina de Arte de Buenos Aires, María Ayelén DeCuzzi, a produtora brasileira de música e festival, Carlos Badía, o diretor do Núcleo Contemporâneo de São Paulo, Benjamin Tubkin, o membro da equipe de música da Gerência de Ação Cultural do Sesc de São Paulo, Priscila Rahal Gutierrez, a gerente executiva de Ação Cultural do Centro Dragón del Mar de Arte y Cultura em Fortaleza, Brasil, Marcio Caetano, o diretor da plataforma Planea Música em Assunção, Paraguai, Lucas Toriño e o diretor executivo da empresa chilena Trasandina Producciones, Pablo Mora.

Outros representantes estrangeiros também chegarão: o diretor da Vivo Cultura Producciones , Bernardo Iglesias (Mendoza, Argentina), o diretor e curador do Festival Savassi, Bruno Golgher (Bello Horizonte, Brasil), o produtor cultural, Carlos Villalba (Buenos Aires, Argentina), o gerente cultural, programador e gerente, Eduardo Bavorovsky (Santa Fé, Argentina), o diretor do Esto também está tocando, Juan Langellotti (El Chaco, Argentina) e o assessor da Comissão de Educação e Cultura da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, Mariana Martinez (Porto Alegre, Brasil).

Em nome do Uruguai, o programador e diretor do Salão do Museu e programador do Cosquín Rock, Camilo Sequeira, o diretor do Centro Cultural Kalvin de Maldonado, Ignacio Rodríguez Srabonián, pelo SODRE, Martín Inthamoussu, o presidente do movimento cultural Jazz a la calle de Mercedes, Miriam Lamas, o diretor do Jazz Tour, Philippe Pinet, o diretor da Sala Zitarrosa, Jorge Schellemberg e a equipe de gestão do Complejo Cultural Politeama de Canelones, Patricia Pereira, estarão participando.

Música de la Tierra nasceu como um festival em 2011 e em poucos anos tornou-se uma plataforma cultural de conteúdos relacionados com música, identidade, a terra e sustentabilidade ambiental. Atualmente toma forma em festivais, ciclos musicais, oficinas, mercados e um programa diário de rádio "La Canoa" que aborda temas de interesse para o projeto. Mais de 30.000 espectadores por ano consomem conteúdos nesta plataforma através de diferentes formatos. Através de concertos e festivais, Música de la Tierra procura reunir artistas de qualidade com vocação de integração, cujas criações constroem pontes entre países dentro de um quadro de diversidade cultural.

Para aceder à brochura dos programadores participantes, clique aqui

Palabras clave:

  • partilhar