O URUGUAI PODE CRESCER COMO UM CENTRO REGIONAL PARA A PRODUçãO SUSTENTÁVEL DE ALIMENTOS E INGREDIENTES

Fecha de publicación: 19/09/2022

O Instituto Uruguai XXI participou da feira Food Ingredients South America em São Paulo.

Como parte da estratégia para atrair investimentos no setor de alimentos e bebidas com foco em ingredientes, o Uruguai XXI participou da feira Food Ingredients South America (FISA), realizada em São Paulo. As empresas Fernando Pache, uma empresa nacional que produz e exporta cacau em pó e chocolate e Lactosan, do grupo dinamarquês Thornico que produz queijo em pó e das instalações que compartilha com a Mc Cormick produz o pó para temperos para o Cone Sul, também atendida do Uruguai.

O Uruguai oferece possibilidades como centro de negócios, tanto para a produção de ingredientes ou alimentos quanto para a centralização das atividades comerciais, serviços de apoio e/ou distribuição regional. Além disso, o país se caracteriza por sua estabilidade, confiabilidade e transparência, bem como por incentivos fiscais, principalmente isenções de imposto de renda que podem chegar a 100% e reembolsos de impostos de exportação.

Além disso, graças à sua localização e acordos comerciais, permite o acesso a um mercado significativamente expandido, permitindo-lhe oferecer um bom serviço aos clientes regionais. Do Uruguai é possível acessar matérias-primas locais com rastreabilidade e cadeias de valor sustentáveis e competitivas, assim como matérias-primas importadas ou outros insumos, facilitado por um esquema de admissão temporária.

O Uruguai produz atualmente alimentos para 30 milhões de pessoas e tem a capacidade de fazê-lo para mais 20 milhões. Até 2050, espera-se que a população mundial atinja 10 bilhões de pessoas, portanto, o Uruguai apresenta uma atração relevante para as empresas internacionais do setor.

Palabras clave:

  • partilhar