O URUGUAI TORNOU-SE MEMBRO DO BANCO ASIÁTICO DE INVESTIMENTO EM INFRA-ESTRUTURAS

Fecha de publicación: 22/05/2020

A adesão ao IIAB representa uma alternativa de financiamento adicional para o país.

O Banco Asiático de Investimento em Infra-estruturas (AIIB) confirmou que o Uruguai é elegível para a adesão e, em 28 de Abril, fez dele o seu segundo parceiro latino-americano, informou o Ministério da Economia e das Finanças (MEF).

O banco obteve a notação de crédito mais elevada (AAA) e, por conseguinte, tem a capacidade de aceder ao mercado a taxas muito baixas e de repercutir este benefício nos empréstimos que concede. A concessão de empréstimos a países não membros da Ásia depende da capacidade de os projectos nesses países contribuírem nas áreas da conectividade transfronteiriça, das infra-estruturas sustentáveis, das infra-estruturas digitais e sociais e da mobilização de capital privado na Ásia.

Devido à emergência pandémica, o AII disponibilizou um fundo de 10 mil milhões de dólares (Instrumento de Recuperação de Crises COVID-19 do AII) para ajudar os seus membros a atenuar as pressões económicas, financeiras e sanitárias. O objectivo é permitir aos bancos obter liquidez para conceder empréstimos às PME, apoiar o sistema de saúde e investir em equipamento de protecção para o pessoal médico.

O IIAB é um banco multilateral de desenvolvimento criado em 2016 e sediado em Pequim, na China, que conta actualmente com 102 membros em todo o mundo (80 membros efectivos e 22 membros potenciais). A missão da instituição é o desenvolvimento dos processos económicos e sociais na Ásia e noutras regiões.

Palabras clave:

  • partilhar