NOVA ZONA FRANCA EM PUNTA DEL ESTE INTERESSA AOS INVESTIDORES ESTRANGEIROS

Fecha de publicación: 05/07/2021

O espaço é o primeiro do seu gênero focado nos serviços na cidade do leste do país e representa um investimento de 40 milhões de dólares.

No início de junho, o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, assinou as autorizações para a construção de uma nova zona franca orientada para os serviços no departamento de Maldonado.

A nova zona franca, a primeira zona de serviços na cidade de Punta del Este, envolve um investimento de 40 milhões de dólares e procurará atrair empresas do mundo todo para se estabelecerem em um dos destinos turísticos e de convenções mais destacados da costa uruguaia, disse Carlos Lecueder, diretor do estudo responsável pelo projeto, a vários meios de comunicação.

A torre de 25 andares está localizada na avenida principal da cidade (Avenida Gorlero e rua 23 El Corral) e a comercialização terá início no final do ano.

O projeto, que foi apresentado ao Ministério da Economia e Finanças em 2019, será um local onde serão instaladas empresas nacionais e estrangeiras para prestar serviços ao mundo, ao mesmo tempo que empregará mão-de-obra uruguaia que irá trabalhar para o estrangeiro.

Esta zona franca deverá empregar cerca de 1.200 pessoas e terá uma oferta variada com empresas ligadas aos setores tecnológicos, financeiros e comerciais, bem como profissionais que trabalham prestando serviços a outros países.

A crescente importância das exportações globais de serviços do Uruguai se fundamenta em alguns setores chave que aproveitaram as vantagens do país para o desenvolvimento dos seus negócios: Serviços Empresariais, Comércio & Trading, Software & ITO, Serviços Financeiros e Serviços Criativos.

As Zonas Francas do Uruguai são reguladas pela Lei Nº 15.921 de 17 de dezembro de 1987, podem ser operadas pelo Estado ou por entidades privadas devidamente autorizadas, e desempenham um papel importante na atração de investimento, gerando emprego qualificado e diversificando as exportações do país.

 

Leia o relatório dos Serviços Globais de Exportação.

Leia o relatório de Zonas Francas.

Palabras clave:

  • partilhar